Redenção I 1959

Directed by: 
Roberto Pires
Translated by: 

Roberto Pires' debut feature film, Redenção (1959) is a desperate and moody film noir dealing with the psychological pressures of crime and punishment. 

Often considered one of the first ever Brazilian scope films, Redenção makes use of the homemade “IGLUSCOPE”, which Pires designed himself while working out of his father’s glasses shop in Bahia. The film makes great use of it’s widescreen format and plays out like a lazy fever dream, capturing the entire terrain of the Salvador coast while the grim news of the psychopathic murder hums across the car radio.

O longa de estreia de Roberto Pires, Redenção, é um filme noir desesperado que lida com a pressão psicológica do crime e do castigo.

 

Considerado o primeiro filme brasileiro em cinemascope, Redenção faz uso da lente caseira Igluscope, fabricada pelo próprio Pires na ótica do pai. O filme sabe aproveitar bem o formato widescreen, e transcorre como um delírio lento, percorrendo a orla de Salvador enquanto a notícia de um sinistro assassinato chega pelo rádio do carro.